Os 10 consoles mais bonitos de todos os tempos (segundo os leitores do Jogo Véio)

Eidy Tasaka / 25 de abril de 2017 / Top 10

Qual é o console de videogame mais bonito de todos os tempos? Eis aí uma pergunta bastante subjetiva, já que “a beleza está nos olhos de quem vê”. Sendo assim, decidimos deixar essa pergunta no ar para que os próprios Véios dessem seus pitacos, lá no nosso grupo, o Asilo Retrogamer.

Houve quem defendesse as curvas de console X, ou o design inovador de console Y, mas aparentemente a galera soube separar bem a estética dos demais aspectos, deixando a avaliação mais justa e criteriosa.

Confira logo abaixo quais foram os consoles mais votados e deixe você também a sua lista nos comentários (clicando no nome dos consoles, você pode ver a lista dos jogos que nós já analisamos aqui no site)!

10. PlayStation

A primeira versão do console da Sony aparece em décimo lugar na nossa lista. Com seu design quadradão, botões bem destacados e a tampa do drive de CD no topo do aparelho, o PS1 soube se impor e se diferenciar dos concorrentes.

Anos mais tarde a Sony lançou uma versão revisada que era muito menor e mais curvilínea. Parte do charme havia se perdido, para o desespero dos fãs (mas o preço era menor).

Originalmente, o Play Station (separado mesmo) seria um console lançado a partir de uma parceria entre Sony e Nintendo, mesclando o hardware do SNES com um leitor de CDs. Você pode conferir o design original do console na imagem abaixo.

9. Nintendinho

Robustão e cinzento, o primeiro console de mesa ocidental da Nintendo foi bastante marcante para muitos dos véios que votaram na enquete.

Curiosamente, o nome original do console no Japão é Famicom, acrônimo para Family Computer. Mas a versão americana tem muito mais cara de computador que o console japonês.

Essa mudança veio da necessidade de distanciar o novo produto de um mero brinquedo, evitando assim a rejeição que vinha rolando no mundo todo desde o Crash de 1983.

Masayuki Uemura, o responsável pelo design tanto do Famicom quanto do NES, disse em entrevistas que se inspirou nos aparelhos de vídeo cassete na hora de dar uma cara ao console americano. A ideia ganhou força a partir do fato de que o console era vendido como um Sistema de Entretenimento (Entertainment System, no original em inglês).

8. Wii

Um dos consoles mais bem-sucedidos da história, o Wii soube se vender como algo mais que um mero videogame. Seu design minimalista e clean o ajudou a se distanciar de um aparelho “feito para crianças”, mesmo que muitos insistam que sua biblioteca de jogos aponte o contrário.

A verdade é que a Nintendo acertou na mosca ao promover o console como uma central de entretenimento, além de ser uma opção a mais para quem quer estar em forma. Eu comprei um, inclusive! Mas continuo com o mesmo shape de barril de sempre! =(

7. Nintendo 64

Uma mistura inesperada de ousadia e conservadorismo, que acabou se tornando marca registrada da Nintendo desse ponto da história em diante.

O visual do console e do joystick surpreendem e são bem mais arrojados do que a gente poderia esperar da Nintendo. Só que toda essa ousadia não se refletiu no hardware, limitado a usar cartuchos como mídia quando todo o mercado já havia aderido aos CDs. Mesmo assim, é um videogame bonito e fica bem em qualquer estante, vai?

6. Super Famicom

O 16 bits da Nintendo foi mais um console que seguiu caminhos bastante diferentes no oriente e no ocidente. Naquela época, japoneses e norte-americanos entendiam o videogame de maneiras bastante distintas, que inclusive se refletiam na parte visual de consoles e nas embalagens dos jogos.

O Super Famicom tem um design mais contido, porém pontuado por cores nos botões e no logo que aparece estampado no console. Por outro lado…

5. Super Nintendo

… a versão ocidental do console seguiu por um caminho mais robusto, a exemplo do que já havia sido feito com o Nintendinho. As cores também foram reduzidas, deixando o aparelho com um aspecto menos infantil.

4. Saturn

Mesmo sem ter sido um verdadeiro sucesso de vendas, o Saturn tem ainda hoje uma verdadeira legião de fãs.

Apesar de ter diversos modelos nas mais variadas cores, todas parecem seguir uma mesma linha bastante centrada e elegante. Desde o modelo pretão básico, passando pelas versões branca, cinza e skeleton (minha favorita), a verdade é que o Saturn merecia ter um destino melhor. Com apenas 8 milhões de unidades vendidas contra mais de 100 milhões do PS1, a derrota acachapante contribuiu para a derrocada da Sega. Uma pena.

3. Mega Drive

O console de 16 bits da Sega chegou com aquela cara de “produto do futuro”, mesclando retas e curvas, além de uma inscrição que destacava o poder do console.

Não por acaso, a TecToy resolveu relançar o Megão com o design original, em detrimento das muitas outras versões lançadas nos anos seguintes (algumas muito, muito feias, diga-se de passagem). Na imagem abaixo, vo252cê confere o novo Mega Drive, seguindo o modelo norte-americano clássico que nós conhecemos muito bem.

2. Dreamcast

Depois de lançar vários consoles predominantemente escuros, no Dreamcast a Sega resolveu ir em outra direção, mais clean e minimalista. Particularmente é um dos meus consoles favoritos, principalmente por conta do seu joystick e VMU.

Comparado aos consoles atuais, o Dreamcast não chega a ter metade das medidas do PlayStation 4 ou do Xbox One, muito mais robustões (e cada vez mais parecidos com computadores).

1. GameCube

E temos um vencedor, com justiça! O console não-portátil mais portátil de todos os tempos, com direito a alça para ser transportado e tudo mais!

Vejam as medidas do Cube: 14,9 cm de comprimento, 16 cm de profundidade e 11,2 cm de altura. Menor que uma lancheira escolar! Mas, mais uma vez, a Nintendo ousou com uma mão e se manteve conservadora com a outra: usando uma mídia proprietária em vez dos DVDs, o console acabou batido pelo PlayStation 2 por uma margem absurda (150 milhões de PS2 contra apenas 21 milhões de GameCube).


E aí, véio! O que achou da lista? Concorda, discorda? Deixe o seu comentário e a sua lista de consoles!
Essas escolhas foram feitas pelos véios do nosso Asilo Retrogamer e não expressam a opinião deste que vos escreve ou da nossa redação. Se fosse só pelo meu voto, o Dreamcast teria vencido fácil!

Compartilhe com a galera:

FacebookTwitterGoogle+

Leia mais sobre: , , , , , , , ,


Leia a Revista Jogo Véio

Revista Jogo Véio - Gratuita, pra ler no PC, no Tablet e no Smartphone

Junte-se ao Asilo