Project Xinatra traz desafio e nostalgia na dose (quase) certa

Eduardo Paiva / 19 de agosto de 2016 / Quase Véios

Project Xinatra é um jogo inspirado nos clássicos jogos de arcade, porém, pouco conhecido. Eu mesmo não o conhecia até ter a oportunidade de jogá-lo para este review. Isto se deve ao game ter sido desenvolvido por um estúdio espanhol pequeno e desconhecido, chamado Demon Video Games, voltado para a cena indie.

Nasce Project Xinatra

O jogo foi lançado na plataforma Steam no dia 8 de agosto de 2016 e coloca o jogador na pele de um caçador de recompensas que não tem seu nome revelado, mas é muito conhecido por suas habilidades em combate. Como nos clássicos nos quais foi inspirado, o título não tem uma história complexa e bem desenvolvida e prefere focar na ação. O que se sabe é que há uma guerra acontecendo entre o Império YUK e uma resistência contra essa supremacia, bem no estilo Star Wars. A resistência e seus espiões comandados pelo almirante John Wayne descobrem os planos do Império de criar uma arma capaz de decidir o futuro da guerra, chamada Projeto Xinatra, que está sendo construída em um planeta distante. O almirante então contrata o melhor caçador de recompensas do universo para resolver o problema: você. Com esta premissa como história de fundo o jogo começa e como missão dada é missão cumprida, logo a ação começa.

xinatra-jogoveio-2

O jogo não possui muitos comandos, tendo apenas as teclas de movimento, um botão para pular e outro para atirar. O resto fica por conta da habilidade do jogador em desviar dos tiros e evitar ao máximo ser atingindo durante as 5 fases que o jogo apresenta, sempre com um boss no final. Ao seu dispor, apenas os Power-Ups de armas espalhados pelas fases (com munição limitada), um refil de energia, um escudo temporário e uma vida extra.  Surgem objetivos secundários durante as fases, como ter que juntar peças para ativar um elevador para poder prosseguir e também há trechos do jogo em que você utiliza um veículo, como a prancha voadora SX-332, mas sem mudar a jogabilidade.

xinatra-jogoveio-3

Seu visual é bem simples, porém bem feito e vai te lembrar da época em que o gráfico não era a grande estrela dos jogos, como é atualmente.  Sua simplicidade vai além dos gráficos, contendo um menu inicial bem simples, onde você pode criar um jogo novo, continuar o atual, redefinir os controles e um ranking online com as maiores pontuações. Não há qualquer tipo de configuração gráfica, como poder rodar o jogo em janela ou poder alterar a resolução, opções que acabam fazendo falta.

xinatra-jogoveio-4

Challenge Accepted

O maior diferencial do jogo é sua dificuldade bastante elevada, o que acaba tornando-o um pouco desanimador para quem quer apenas passar o tempo relembrando os jogos antigos. As fases progridem contendo alguns checkpoints, mas eles só servem enquanto durarem as suas vidas. Se você falhar, terá que começar do início da fase. E acredite, você vai recomeçar várias vezes. Você só tem um refil de energia por fase e alguns refis de munição até chegar ao boss, que geralmente é grande e com um vasto arsenal de tiros e bombas para te derrotar, seguindo a velha fórmula de ataques padronizados e repetitivos. Morreu? Comece tudo de novo.

xinatra-jogoveio-5

Considerações Finais

Em um jogo onde até cair de um lugar alto acaba matando-o instantaneamente, Project Xinatra vai testar suas habilidades tão bem quanto sua paciência. Com jogabilidade simples e dificuldade elevada, o jogo entrega um desafio e tanto para uma geração de gamers que não está mais acostumada com a impiedosa e implacável fórmula dos jogos de arcade antigos.

xinatra-jogoveio-6

Com história e personagens genéricos, o jogo não encontra o equilíbrio necessário entre o velho e o novo, como vemos em jogos como Rogue Legacy e Shovel Knight, e só agradará os fãs hardcore do gênero.


Vídeo

Trailer oficial do jogo (Fonte: Demon Video Games)

Compartilhe com a galera:

FacebookTwitterGoogle+

Leia mais sobre: , , ,


Leia a Revista Jogo Véio

Revista Jogo Véio - Gratuita, pra ler no PC, no Tablet e no Smartphone

Junte-se ao Asilo