Home Colunas Especial Amnesia: agosto de 2018

Amnesia: agosto de 2018

0

Crônicas, podcasts, análises. O mês de agosto foi agitado. E, para você não perder nada, relembramos o que de melhor aconteceu aqui, nesse asilo de retrogamer.

Anos 90

O mês de agosto trouxe novidades “quentinhas” para os fãs da Sega. No começo do mês, a Tectoy anunciou o lançamento do novo Master System Plug & Play, um simpático videogame em formato de controle com diversos clássicos na memória. E na cor azul, do Sonic, só para mexer com os nossos corações.

E, quase fechando agosto, foi a vez da bombástica notícia de que Street of Rages 4 existe e que logo estaremos jogando essa linda sequência de um dos maiores clássicos do Mega Drive. Não sei vocês, mas eu estou ansioso pra jogar esse briga de rua novo com alma de velho.

Papo de Locadora

Mantendo a tradição, em agosto tivemos a MINHA coluna Papo de Locador a todo vapor, com aquelas minhas histórias — baseadas em fatos “quase” reais — do tempo das saudosas locadoras de videogame. Não leu? Os temas foram os seguintes:

A Guerra Fria das Locadoras de Videogame, com todas as artimanhas que os donos das locadoras de São José do Seridó usaram para tentar conquistar os clientes da minha amada cidade;

A febre dos jogos baseados em desenhos nas locadoras, quando recordei os principais games inspirados nos desenhos que faziam sucesso na TV e que foram febre nos “templos da diversão”;

O vendedor de jogos, história na qual relembro do meu primeiro emprego em uma locadora de videogame e todas as reviravoltas que isso causou na minha juventude;

Os segredos do garoto GameShark, que é a história de um grande amigo meu que se fazia de gênio dos games, mas que, na verdade,utilizava o famoso “tubarão dos macetes” para terminar os títulos.

No ouvidinho

Agosto também foi um mês lotado de podcasts maravilhosos para ouvir no Jogo Véio, com temas nostálgicos, emocionantes, divertidos e repletos de bons jogos clássicos. Veja:

No TV de Tubo #17, a veiarada relembrou os brindes colecionáveis que marcaram a nossa infância;

No Jogo Véio #19, o tema da vez foi o glorioso Top Gear, sucesso das locadoras e “fenômeno da música popular brasileira” (por que não?) com a sua trilha sonora única.

Dois outros temas também bombaram em nossos casts. No TV de Tubo #18, tivemos um dos programas mais emocionantes já gravados aqui, com um episódio dedicado a “Chaves e a Chapolim”. Só de lembrar o meu coração dispara. E no Jogo Véio #20, o polêmico episódio sobre “Emulação”, que quase terminou em briga no cast e nos comentários.

Quase no fim do mês, ainda deu tempo de sair um episódio especial sobre o clássico filme “Tubarão” no TV de Tubo #19, com direito a mais uma revelação sobre o passado maligno da “Sora, coração gelado”.

Mitos

Gostamos de tudo que envolva videogames aqui no Jogo Véio. Por isso, em agosto, lançamos alguns textos para celebrar a nossa paixão por esse universo maravilhoso.

Na coluna Old News, abri o baú de relíquias do Véio para relembrar a primeira edição da super-hyper-mega-blaster revista SuperGamePower, um marco no mercado editorial brasileiro.

Já no finzinho do mês, o nosso “galã-pop” Roberto Bier elencou os 10 carros mais legais dos games, mesmo esquecendo do “Caminhão do Leite” que tanto curto no Top Gear Rally do Nintendo 64.

Para encerrar a celebração à vida… que dizer, aos videogames, escrevi uma matéria sobre um dos maiores heróis da história dos jogos eletrônicos— não, não é o Mario, nem o Sonic (muito menos o Crash) —, Cormano, o lendário caçador de recompensas de Sunset Riders.

Jogos, joguinhos, jogões

O Jogo Véio não poderia existir sem os jogos, não é mesmo? Por isso, em agosto, nós relembramos grandes clássicos dos videogames, começando por Castlevania III: Drácula’s Curse, do Nintendo, texto que encerrou o especial sobre a primeira trilogia da saga.

Em seguida, tivemos Killer Instinct Gold, um dos melhores — a concorrência é baixa, né? — jogos de luta do 64-bit da Nintendo; e Phantasy Star II, sucesso do Mega Drive que foi revisitado pelo Bieber… quer dizer, pelo Bier. Nosso galã de longos cabelos ainda arrumou tempo para falar sobre Power Athlete, um clone safado de Street Fighter II para os 16-bit.

Mas o melhor mesmo estava guardado para o final. Atendendo aos pedidos do Caio “Ristar” Hansen, escrevi sobre Banjo-Kazooie, game da plataforma da Rare, para o Nintendo 64, que o Caio ganhou do pai em vez do Super Mario 64 — e que o Eidy gravou vídeo no Canal do Véio com a sua voz “aveludada”. Um clássico que merecia um episódio no Podcast, com certeza.

Mês do “desgosto”

Foi ou não foi um ótimo mês para ser leitor e ouvinte do Jogo Véio? Relembramos revistas, jogos, brinquedos e filmes. Tudo sempre feito com carinho e muitos puxões de orelha do Eidy “Carrasco” Tasaka (O Chefe) e do Edu “Pai do Érik nintendista” Paiva (Chefe do RH).

Revisão: Rafael “Conselheiro” Belmonte

Mais textos relacionados
Leia mais por Ítalo Chianca
Leia mais em Especial

Veja também

Mega Man 11: O Véio Jogou e Aprovou

Mega Man 11 finalmente está entre nós, depois de mais de oito anos em hibernação profunda.…