TecToy anuncia novo sistema e tenta voltar para as raízes do Mega Drive

Paulo Henrique / 31 de outubro de 2016 / Notícias Véias

As lembranças relacionadas ao cenário de videogames no Brasil da década de 1990 não circundam somente os jogos do Super Mario na Nintendo ou do Sonic na SEGA, mas também outros elementos associados a esses títulos, como as empresas que faziam esses mascotes aparecerem nas terras tupiniquins. Você que tem mais de 20 anos com certeza se lembra e tem sentimentos sobre a mais longeva dessas companhias: a TecToy.

A TecToy vem licenciando os consoles da SEGA no Brasil há mais de 20 anos, além de trabalhar com eletrônicos de outros segmentos. Nos últimos anos, porém, a empresa vem trabalhando com sistemas de videogame que não têm componentes do hardware original, emulando os jogos ao invés de reproduzi-los nativamente. Além disso, ela também excluiu o slot de cartuchos: nem os jogos dos sistemas originais são compatíveis com os últimos consoles fabricados pela empresa.

mega-drive-3-81-jogosNo dia de hoje, 31/10/2016, porém, a companhia surpreendeu a comunidade, mostrando que ainda está atenta à área dos videogames, anunciando o relançamento do Mega Drive. O “novo” console contará com algumas características que, segundo a própria TecToy, foram solicitadas pela comunidade de fãs, resultando em um produto diferenciado, custando R$ 399,00 na pré venda, já disponível no site da empresa.

O novo mega drive

O videogame não conta com os componentes estruturais originais, pois, segundo a empresa, eles não são mais fabricados. Ele possui, todavia, chips que simulam o hardware, fazendo com que o console não seja uma simples caixa com um emulador dentro. Outra característica interessante é a volta dos gamepads de 3 botões, apelando à nostalgia dos mais velhos.
cont-3Apesar de o mega drive posteriormente ter contado com um controle remodelado, com 6 botões (que eram ótimos para jogos de luta), o controle de 3 botões apela à memória por fazer parte do bundle original comercializado no Brasil. Além disso, o sistema ainda conta com uma entrada para cartões de memórias, onde, aparentemente, outros jogos podem ser inseridos (sem garantia de funcionamento, segundo a própria empresa). A volta do slot de cartuchos também está presente, fazendo com que a maioria dos cartuchos originais possam ser usados no novo videogame.

Não feliz em já contar com o slot de cartuchos e com o joystick de 3 botões, a TecToy ainda apostou no design original do console. Há muitos anos a empresa usa a carcaça do Mega Drive III brasileiro (2 internacional), mas dessa vez o console será lançado com a carcaça do primeiro Mega Drive que foi licenciado no Brasil (aquele com o 16-bit lindo na frente).

mega-drive-tectoy

Os contras

Apesar de algumas vontades da comunidade de fãs realmente terem sido atendidas, outros pontos acabaram decepcionando um pouco. O primeiro deles é a saída de vídeo composto que o videogame possui. Fãs estavam especulando uma saída HDMI que teria um upscale decente, fazendo com que os jogos não ficassem borrados em televisores Flat. Além disso, apesar de o console possuir o slot de cartuchos, muitos jogos do videogame original não são suportados, como aqueles que usam um chip especial.

Considerações Finais

Só o tempo poderá dizer qual é o futuro desse Mega Drive e da própria TecToy. O que podemos dizer é que nós, do Jogo Véio, desejamos que a empresa obtenha sucesso em sua empreitada, pois isso também significa o fortalecimento da indústria retro no território brasileiro. Se quiser conferir mais informações sobre o console, clique aqui.

Compartilhe com a galera:

FacebookTwitterGoogle+

Leia mais sobre: , , , , ,


Leia a Revista Jogo Véio

Revista Jogo Véio - Gratuita, pra ler no PC, no Tablet e no Smartphone

Junte-se ao Asilo