Pepsiman (PS1) – o herói que não salva, mas mata sua sede

Lucas Rodrigues / 4 de julho de 2017 / Nota Zero, PS1

Alguns jogos simplesmente ficam eternizados em nossas memórias e nos trazem sensações incríveis, sendo elas boas ou ruins. Parte desses jogos eternizam-se pelo enredo carismático e por nos ensinar lições para a vida, enquanto outros nos marcam pela aventura cheia de adrenalina. No caso de Pepsiman, a sua característica mais marcante é ser ruim mesmo!

Embora quase todas as características do jogo façam-no merecer essa edição do Nota Zero, Pepsiman é um jogo que ainda vale a pena ser revisitado em uma tarde tediosa pós-trabalho para dar algumas risadas e distrair dos problemas. Confira a seguir o que você encontrará quando ligar seu PlayStation.

Sobre o jogo

Pepsiman foi lançado em 4 de março de 1999 exclusivamente no Japão, sendo um alívio para os gamers do resto do mundo.

Independentemente da história do jogo (que será descrita na próxima seção), o objetivo é extremamente simples: você deve coletar latas de Pepsi e desviar de obstáculos. Qualquer criança de 5 anos que pegar o controle consegue deduzir isso sozinha. Você nem precisa se movimentar pelo cenário, pois o jogo fará isso por você automaticamente. A jogabilidade assemelha-se muito aos conhecidos Endless Runner disponíveis para smartphones atualmente.

Gráficos

Os gráficos não são dos piores. Pepsiman é um jogo em 3D com polígonos bem modelados para os padrões da época. O cenário lembra bastante jogos estilo Driver e Italian Job.

Nesse aspecto, não há muito o que falar.

Som

De cara já é possível perceber uma característica horrível: o jogo foi gravado com áudio em inglês e legendas japonesas, o que facilita a sua compreensão para nós, os ocidentais (infelizmente). É possível entender toda a trama do garoto Pepsi durante a sua aventura facilmente se você entender inglês a nível intermediário.

A qualidade do áudio no geral é boa. Entretanto, todas as músicas do jogo ficam repetindo a palavra “PEPSIMAN” irritantemente durante o gameplay.

Você desvia de um carro em chamas na rua e ouve “PEPSIMAAAAAAAAN”.

Você pula de um penhasco e se esborracha no chão e ouve “PEPSIMAAAAAAAN”.

No começo é engraçado e divertido, mas após alguns minutos essa situação torna-se extremamente azucrinante.

Jogabilidade

Os comandos do jogo são bem responsivos, mas não proporcionam uma complexidade de movimentos. Você só pode pular, correr mais rápido e escorregar de forma a evitar obstáculos. A movimentação pelo cenário é extremamente limitada e frustrante para aqueles que esperavam explorar um pouco da cidade.

Pepsiman, salve-me!

Sempre haverá uma criança ou um gatinho indefeso em apuros por todo o mundo. E, consequentemente, enquanto houver bondade no coração das pessoas, haverá nobres heróis para salvá-los. Essa é uma história diferente das que conhecemos. Veja o porquê do nosso herói ser uma figura única em suas aventuras.

Fase 1

Na primeira fase de Pepsiman, o herói encontra o motorista de um caminhão da Pepsi que precisa fazer uma entrega. Os clientes estão loucos para tomar Pepsi e o caminhão está quebrado, sendo uma tragédia imensa para todos. Com isso, o protagonista da série decide correr até o local da entrega, adentrando lares e atravessando perigosas vielas a fim de presentear todos os clientes em espera com sua deliciosa e refrescante bebida.

Após a entrega, todos ficam felizes e comemoram muito esse grande ato de bravura desse herói. Só não contavam que um caminhão da Pepsi perderia o controle, atropelaria Pepsiman, que ricochetearia em um outdoor da Pepsi, derrubando assim uma lata gigante de Pepsi que rolaria pelas ruas da cidade atrás de Pepsiman.

Sim, tudo gira em torno de pepsi na primeira fase.

Fase 2

A primeira fase possui um enredo ridículo, porém, compreensível. É de se esperar que um herói voltado para uma marca de refrigerantes aceite uma missão de entrega para sua própria empresa.

A segunda fase desse jogo começa a abordar uma trama completamente diferente. Dessa vez, há um prédio em chamas e os bombeiros não poderão chegar ao local tão cedo. Para ajudá-los, Pepsiman corre pelas ruas tomadas pelo caos e… faz uma pausa para tomar um delicioso refrigerante. Logo após, ele retoma sua corrida e finalmente chega ao local do incêndio para finalmente… dar pepsi às pessoas presas no prédio em chamas.

Como assim? Um herói não deveria salvar as pessoas de um prédio em chamas ao invés de simplesmente entregar refrigerante?

Bom, agora já sabemos qual é o super poder do nosso herói!

Fase 3

Na terceira fase desse nada adorável jogo, o objetivo é entregar refrigerante para a tripulação de um avião que fez um pouso de emergência no meio do deserto. Por que resgatá-los, certo? O melhor a fazer é não deixá-los passar sede!

Aqui você terá que desviar de vários caminhões na rodovia, búfalos, cactos, correr em minas abandonadas e até mesmo equilibrar-se em barris.

Fase 4

Dessa vez, o computador central da cidade simplesmente parou de funcionar. Não há como sair da cidade e não há Pepsi para todos os cidadãos, deixando-os em pânico. Não há como se refrescar. Brigas por causa da falta de Pepsi ocorrem por todos os lados. Se nada for feito, a falta de Pepsi poderá afetar todo o mundo, causando grandes problemas!

Mas não se preocupem! Pepsiman coletará seu refrigerante favorito por toda a cidade e o distribuirá para todos os moradores. Ninguém sofrerá pela falta de uma bebida gelada para se refrescar.

Com aproximadamente meia hora, você já resolveu os problemas da falta de refrescância de todos e pode desligar o videogame (a melhor hora do jogo!!!).

Obs.: entre uma fase e outra, há um vídeo de um cara irritante bebendo Pepsi, o que torna a aventura mais irritante ainda.

Conclusão

Não espere muito desse jogo, mas após um longo e cansativo dia de trabalho, é possível relaxar e se divertir pelo menos um pouquinho com uma corrida pela cidade da Pepsi sem compromisso. Você poderá comprar uma pizza, sentar no sofá, pegar o jogo, colocá-lo em seu PlayStation e passar alguns minutos de diversão (só alguns, pois depois de um tempo, ela transforma-se em raiva).

E por que não fazer isso saboreando uma deliciosa bebida bem gelada para matar a sede? Nada como um belo suco natural de laranja.

Refrigerante faz mal à saúde!!!

Vídeo

Pepsiman Longplay – Fonte: World of Longplays

Compartilhe com a galera:

FacebookTwitterGoogle+

Leia mais sobre: ,


Leia a Revista Jogo Véio

Revista Jogo Véio - Gratuita, pra ler no PC, no Tablet e no Smartphone

Junte-se ao Asilo