Gran Turismo (PS1) – formando motoristas desde 1997

Lucas Rodrigues / 8 de maio de 2017 / Análises, PS1

Jogos de corrida sempre foram apaixonantes e mexeram com a imaginação dos gamers ao longo das gerações. A porrada sobre duas rodas de Road Rash, as dezenas de caminhos que levam até a chegada em Out Run e a trilha sonora inconfundível de Top Gear com certeza se imortalizaram entre os véios e véias dos anos 90. Com a chegada dos jogos em 32 bits, Gran Turismo apareceu com uma nova abordagem para corridas automobilísticas e foi ganhando destaque na categoria, alcançando a marca de 11,15 milhões de cópias vendidas por todo o mundo e consagrando-se como o jogo mais vendido para o PlayStation, superando até mesmo o clássico Final Fantasy VII.

O que faz um game ser tão especial? Pegue uma carona no banco do passageiro do Jogo Véio e vamos correr atrás das respostas.

Não tire o pé – quer dizer, o dedo – do acelerador

A proposta da maior parte dos jogos de corrida era extremamente simples: acelere e chegue em primeiro lugar. Muitas vezes não era necessário usar o freio ao menos uma vez durante todo o gameplay. Em outras, o freio limitava-se a reduzir levemente a velocidade para evitar comer um pouco de areia fora da pista. Basicamente, a física dos jogos permitia até que os veículos automotivos acelerassem enquanto derrapavam lateralmente, mas sabemos que essa característica está longe da realidade.

Ao se fazer uma curva na vida real, é necessário levar em conta seu raio de curvatura, velocidade do corpo, atrito entre os pneus e o asfalto, entre outras coisas. O objetivo é alcançar a maior velocidade possível para virar sem que a força centrípeta, que depende diretamente da  velocidade, ultrapasse o valor da força de atrito.

A aceleração centrípeta merecia um pouco mais de destaque no mundo dos games. A simulação real de corridas começava a ganhar forma a partir deste novo pensamento nerd.

Gran Turismo – O real simulador de corridas

A partir da aplicação de melhores cálculos físicos, após 5 anos de desenvolvimento, Gran Turismo foi lançado exclusivamente para o PlayStation. A data oficial de lançamento no Japão foi 23 de dezembro de 1997, alcançando a Europa e América do Norte em maio do ano seguinte. A empresa responsável pelo jogo foi a Polys Entertainment (hoje conhecida como Poliphony Digital).

Toda uma geração de pilotos de videogame precisou ser reeducada para se adaptar a incrível jogabilidade de Gran Turismo, que trazia reais limitações quanto à aceleração dos carros, sistemas de frenagem e curvas. Para vencer as corridas, não era necessário correr como se não houvesse amanhã, e sim começar a utilizar estratégias. Saber o quanto acelerar, evitar colisões, onde frear e os melhores caminhos para percorrer nas mais variadas pistas pode se tornar uma experiência milimetricamente calculada, onde um detalhe significa a diferença entre uma vitória e uma derrota. A verdadeira habilidade de se pilotar um carro foi colocada em prática.

O jogo traz dois modos como principais atrações:

  • Arcade Mode – você poderá escolher entre diversos carros e correr em dezenas de pistas diferentes. Perfeito para aqueles apressadinhos que odeiam tutoriais e querem aprender tudo na raça, ou até mesmo para quem quer apenas se divertir sem a necessidade de passar por burocracia alguma;
  • Simulation Mode – também conhecido como Gran Turismo Mode em algumas versões, este modo exige que você complete algumas provas a fim de obter licenças para correr em vários campeonatos e obter diferentes tipos de carros.

Os atrativos de se jogar no segundo modo listado são tão numeroso que não podem ser mencionados em um único parágrafo, merecendo dezenas de seções de destaque.

Sem habilitação? Sem carro!

No Simulation Mode, quando um novo jogo é iniciado, você é apenas um piloto inexperiente que precisa mostrar seu valor antes de entrar nas competições. Assim como na vida real, instrutores testarão suas habilidades com dezenas de tarefas. Pelo menos aqui você não precisa ser mestre em balizas e tampouco pagará por outro teste ao ser reprovado.

Testes de frenagem em alta velocidade, curvas abertas, curvas fechadas, curvas em S, curvas de todos os tipos e tamanhos para todos os tipos de fregueses levarão o jogador a se acostumar com as mecânicas de Gran Turismo.

É necessário passar por um total de 24 testes para receber as três licenças do jogo. São elas:

  • Licença B – possui testes simples de aceleração e frenagem em linha reta, curvas em U e curvas em S. O teste final exige que o jogador corra por uma pista toda ao invés de um pequeno trecho;
  • Licença A – exige que o jogador faça testes de curvas mais elaborados e com carros mais potentes. Um dos testes inclui uma pista circular em que é necessário dar várias voltas. O teste final também exige que o jogador corra por uma pista toda;
  • Licença A Internacional (ou IA) – para conseguir a melhor das licenças de Gran Turismo, é necessário que o jogador passe por 8 pistas completas diferentes, todas completas.

Cada teste possui 3 categorias de tempo: bronze, prata e ouro. Conseguindo ouro em todas as 8 tarefas de cada licença, um carro especial será dado ao jogador (ótimo para os perfeccionistas de plantão, e para os pão-duros também). Cada licença habilitará diferentes torneios para se competir, aumentando a recompensa em dinheiro e permitindo que o jogador compre carros mais potentes para competir em campeonatos mais rentáveis. Um ciclo viciante para aqueles que buscam pela fama e dinheiro na virtualidade.

Carros para todos os gostos

Gosta de carros da Toyota? Gran Turismo tem o que você procura. Prefere Chevrolet? Tem também!

Outra característica incrível de Gran Turismo é a presença de concessionárias virtuais disponíveis para a escolha do jogador, com modelos de carros reais do mercado automobilístico. Grandes, pequenos, lentos, rápidos, vermelhos, amarelos, com tração nas quatro rodas, tração traseira. Aqui você encontrará de tudo. Basta ir ao menu principal, escolher sua concessionária e comprar sua máquina. As concessionárias presentes no jogo são:

  • Aston Martin
  • Chevrolet
  • Dodge
  • Honda/Acura
  • Mazda
  • Mitsubishi
  • Nissan
  • Subaru
  • Toyota
  • TVR

Não listaremos os carros ou ficaremos infinitamente neste review. Para os apaixonados por automobilismo, compensa perder algumas horas olhando cada carro e suas diferentes características.

Além de todos os atributos citados, você poderá customizar seu possante para que fique mais rápido ou ganhe maior estabilidade durante a corrida. Basta ir em sua concessionária e solicitar os serviços adicionais, como a troca de escapamentos, freio, motor, transmissão, suspensão, pneus, e vários outro itens que afetarão sua performance durante as corridas. Até mesmo a cor do seu veículo poderá ser modificada. Se você possui paciência para editar as configurações dos seus carros, poderá ser o novo Sebastian Vettel do PlayStation.

Aumente o volume que o som é dos bons!

Será que Rock ‘n’ Roll combina com carros e velocidade? É só dar uma conferida na trilha sonora de Gran Turismo para tirar suas conclusões. Você terá a oportunidade de correr ouvindo vozes lendárias como de David Bowie e Shirley Manson (Garbage), ou de artistas menos conhecidos, como Tim Wheeler (vocalista da banda irlandesa Ash).

Confira a lista completa de músicas de Gran Turismo:

  1. As Heaven is Wide – Garbage (foto)
  2. Scary Monsters – David Bowie
  3. Lose Control – Ash
  4. Chinese Bombs – Blur
  5. Bruise Pristine – Placebo
  6. Shade – Feeder
  7. Industry – Cubanate
  8. Conspiracy – Terrorvision
  9. Atom Bomb – Fluke
  10. Wide Open Space – Mansun
  11. Not If You Were the Last Junkie on Earth – The Dandy Warhols
  12. A Film for the Future – Idlewild
  13. Richard III – Supergrass
  14. Whoosh – Bentley
  15. Sister Sister – Philadelphia Bluntz
  16. Resistor – Radiator
  17. Skeletal – Cubanate
  18. Sweet 16 – Feeder

A experiência de ouvir ritmos mais agitados enquanto o motor ronca é extremamente importante para aumentar a adrenalina do jogador, o que acontece eficazmente neste jogo. Além disso, Gran Turismo também conta com uma trilha sonora original composta de 21 músicas diferentes compostas por Masahiro Andoh e Isamu Ohira.

Confira a trilha sonora do jogo aqui.

Ligue o PlayStation, depois o motor

Para aqueles que tiveram a sorte de ter um PlayStation na infância ou adolescência e jogaram este clássico da era poligonal em 32 bits, a diversão foi garantida com total eficiência. Corridas que variavam entre alguns minutos e algumas horas tiraram o sono de muitos véios metidos a automobilistas e renderam paixões por carros que perduram até hoje.

Gran Turismo foi tão bem aceito entre os jogadores que ganhou diversos jogos em sua série, chegando a consoles como PS2, PS3 e PS4 e fixando-se como o jogo mais vendido para o PS1, uma façanha incrível para um videogame com tantos competidores lutando para chegar ao topo. Os incríveis cálculos físicos desta série de jogos combinado com a qualidade gráfica atual faz com que os últimos jogos da franquia ganhem um aspecto extremamente realista. Ideal para quem quer ser um piloto de corridas de sofá.

Na próxima vez que for jogar PS1, lembre-se de dar uma conferida em Gran Turismo. Cada segundo investido no jogo vale a pena para matar a saudade da combinação de carros, música boa e física mecânica (talvez a saudade da física pode ser deixada de lado para quem não gosta de exatas).

Compartilhe com a galera:

FacebookTwitterGoogle+

Leia mais sobre: , , , , ,


Leia a Revista Jogo Véio

Revista Jogo Véio - Gratuita, pra ler no PC, no Tablet e no Smartphone

Junte-se ao Asilo