Você, fiel leitor, por acaso foi criança durante a década de 1990? Cresceu admirando os avanços tecnológicos das últimas décadas? Curtia Cavaleiros do Zodíaco e Yu Yu Hakusho na extinta TV Manchete? Jogava videogame nos intervalos dessas atividades? Ou melhor, fazia essas atividades nos intervalos do videogame? Se você respondeu sim para todas essas questões,Leia mais


No tempo das antigas locadoras de videogame, os donos do comércio de locação de jogos eram figuras únicas, adoradas e até idolatradas. Mas alguns poucos iam além, tornando-se verdadeiros amigos da garotada, como é o caso de Tadeu, dono de algumas das locadoras mais marcantes da minha vida. No rancho fundo Nos primeiros anos daLeia mais


Se você, assim como eu, cresceu jogando nas saudosas locadoras de videogame, ou é um entusiasta do assunto, eu tenho um presente para você: estão disponíveis os PDFs de todos os meus livros publicados até agora. É só baixar e ler, de graça, as obras Videogame Locadora (2014), Os videogames e eu (2015), Papo deLeia mais

Master System: 10 grandes campeões das locadoras

Fabio Zonatto / 22 de junho de 2017 / Colunas, Top 10

Tivesse você um Master System ou outro console da época, quem viveu nos tempos das clássicas locadoras conhecia muito o bem o ritual: sexta-feira era dia de dar um pulo lá pra escolher os cartuchos que iriam fazer a sua diversão no final de semana. Portanto, segunda-feira era um dia duplamente triste: não só tínhamosLeia mais


Se você cresceu jogando com seus amigos nas antigas locadoras de videogame e guarda uma saudade imensa desse período, temos uma boa notícia para você! Acaba de ser lançado Papo de Locadora, um livro que reúne histórias incríveis sobre esse inesquecível período de nossas vidas. Escrito por Ítalo Chianca, redator do GameBlast, Jogo Véio e WarpZone,Leia mais

As regras das locadoras de videogame

Ítalo Chianca / 20 de outubro de 2016 / Papo de Locadora

Conhecidas como espaços de encontro e diversão de crianças e jovens durante as décadas de 1990 e 2000, as locadoras de videogame também eram comércios, por mais que tivéssemos dificuldade para entender isso na época. E como todo estabelecimento particular que se preze, era preciso manter a ordem para que tudo funcionasse bem no temploLeia mais


Vai jogar quanto tempo? Faltam cinco minutos, vai continuar? Espere aí, deixe só eu salvar aqui? Vamos jogar de dois? Alugue na sexta e entregue só na segunda. Quem derrubar o controle perde dez minutos. É proibido falar palavrão aqui, moleque. Zerei, zerei… Bate uma saudade depois de ler as frases do parágrafo anterior, nãoLeia mais


Muito se discute atualmente sobre os malefícios dos jogos eletrônicos e toda a falta de socialização que estes causam naqueles que desprendem algumas horas por dia para uma jogatina. Isso sem falar em toda a violência juvenil e até adulta, atrelada ao uso dos videogames. Infelizmente, essa visão preconceituosa faz parte do discurso dos estudiosos,Leia mais


O sucesso e a preferência por Mario Kart 64 eram inegáveis nas seções de jogatina multiplayer entre amigos no período em que o Nintendo 64 era a nossa maior febre. As disputas eram sempre acaloradas e movimentavam todo um final de semana. Mas, com GoldenEye 007, as amizades nunca mais seriam as mesmas, principalmente porLeia mais


Sinônimo de videogame para muitos jogadores, os arcades estiveram presentes em shoppings, bares e botecos ao redor de quase todo o Brasil, marcando uma geração que cresceu gastando a mesada com fichas. Porém, essas máquinas de jogatina dificilmente apareceram no interior do país, deixando alguns gamers, como eu, órfãos de uma experiência cotidiana nos fliperamas.Leia mais


Os jogos da série Street Fighter têm sido palco de combates épicos há décadas, transformando seus melhores jogadores em lendas da luta de rua virtual. E quando esses embates ainda não possuíam toda a visibilidade e glória global dos atuais duelos transmitidos online, eram nas locadoras de videogame que os melhores colocavam suas habilidades àLeia mais

Player 2: o gamer longe das grandes capitais

Ítalo Chianca / 20 de Abril de 2018 / Papo de Locadora

Grandes redes de locadoras, dezenas de revistas nas bancas, consoles e jogos do momento, eventos com convidados internacionais. Ser um jogador nos grandes centros brasileiros é realmente algo único e empolgante. Porém, para quem é fã de videogames e mora em cidades pequenas, no interior do Brasil, a realidade é bastante diferente. Passado glorioso DuranteLeia mais

Perfect Dark: em busca da jogatina perfeita

Ítalo Chianca / 13 de Abril de 2018 / Papo de Locadora

Sem o imediatismo da internet, ser um gamer das antigas era uma tarefa cheia de descobertas e desafios. Conseguir informações sobre os títulos, comprar novos jogos e conhecer pessoas que também se interessassem pelo tema era uma missão dura, mas prazerosa. E foi com toda essa dificuldade, seguida de muita diversão, que vivi uma verdadeiraLeia mais


Se perguntarem sobre os jogos de luta antes de 1991, a resposta seria “só mais um tipo de jogo”. Isso, uma respostinha bem “Meh…”, mesmo. Mas a CAPCOM fundou o grande divisor de águas: Street Fighter II havia sido lançado, e com ele, um novo paradigma. SFII foi um modelo copiado e colado por umaLeia mais

O meu player 2, um companheiro de aventuras

Ítalo Chianca / 6 de Abril de 2018 / Papo de Locadora

Minha relação com os videogames é bem intensa, começando na locadora aos quatro anos de idade. Um pouco maior, passei a arte para os meus irmãos. Com o do meio, crescemos jogando Kirby em cooperativo, mas logo os gostos se distanciaram, e ele foi para os FPSs da vida. Contudo, com meu irmão mais novo,Leia mais