Pesquisar
Close this search box.

Jogamos Horizon Chase 2 (Multi) e demos uma volta ao mundo em velocidade máxima

compartilhe!

Horizon Chase 2

Desenvolvido por:

Aquiris Game Studio

Publicado por:

Aquiris Game Studio

Lançado em:

29/08/2022

Gênero:

Corrida

Jogadores:

Multijogadores

Avaliação

100

Nota

Excelente pedida para fãs de jogos de corrida arcade. As pistas são uma delícia, assim como a sensação de ultrapassar seus adversários. Corra, acumule moedas, desbloqueie novos carros e faça customizações, enquanto viaja pelo mundo. É um jogo novo, mas tem cara, corpo e alma de Véio.

Acelerar, acelerar e acelerar. Esses são os três fundamentos básicos para se dar bem em quase todos os jogos de corrida clássicos, nos quais Horizon Chase 2 se inspira fortemente. E pra surpresa de zero pessoas, essa fórmula continua funcionando muito bem! 

O jogo foi exclusivo do catálogo do Apple Arcade por um ano, mas chegou em setembro de 2023 aos demais consoles e PC. Confira as nossas impressões!

Uma Volta ao Mundo

O modo principal do jogo é o Volta ao Mundo, onde você corre por diversos países e vai desbloqueando novas pistas conforme progride. A aventura começa nos Estados Unidos e passa por diversos países, inclusive pelo Brasil.

Cada país conta com um total de onze pistas, divididas entre três regiões. Nelas, temos as corridas tradicionais e algumas pontuais em que o objetivo é fazer o menor tempo possível. Ao terminar um país com uma boa classificação, liberamos o seguinte e a fórmula se repete.

Cada pista tem um traçado único e um visual que remete aos principais pontos turísticos da região, tudo bastante rico em detalhes. Nesse aspecto a série deu um grande salto em relação ao primeiro jogo.

Durante as corridas, além de terminar em uma boa posição, é importante coletar as moedas que estão espalhadas pela pista. Elas quase sempre estão em sequência, mas nem sempre nos melhores traçados. Em alguns momentos você vai ter que escolher entre fazer a curva perfeita ou conseguir pegar as benditas moedas. E elas servem para diversos propósitos, inclusive para liberar upgrades e pistas adicionais.

Ao terminar esse modo, eu me peguei pensando: “Horizon Chase 2 me remete a Top Gear, e o segundo jogo da série traz uma volta ao mundo, enquanto o terceiro tem uma pegada completamente diferente. Será que Horizon Chase vai pelo mesmo caminho?” – algumas corridas depois, após coletar 250 moedas, eu tive a minha resposta. E foi extremamente divertido, mas eu não vou contar o que é.

Entre uma região e outra, após ganhar créditos e coletar moedas, você vai poder fazer melhorias no seu carro. Ao todo, são cinco aspectos que podem ser melhorados:

  • Suspensão: Ajuda na estabilidade do carro. Melhorando a suspensão, você consegue atacar as curvas sem precisar reduzir tanto a velocidade;
  • Filtro de Ar: Ao melhorar o fluxo de ar do carro, você aumenta a eficiência do motor e ganha em velocidade e potência do Nitro;
  • Diferencial: Com ele, você aumenta a sua aceleração e controle do carro;
  • Câmbio: Melhorando o câmbio, você aumenta a sua capacidade de aceleração;
  • Carga de Nitro: Ao usar um Nitro, você ganha um aumento de velocidade temporário. Use-o com sabedoria, pois a quantidade de Nitros é limitada. Em algumas pistas, você consegue itens que dão Nitros extras.

Além disso, é possível customizar o carro com diferentes tipos de pintura, carrocerias e rodas. Essa parte é puramente estética, mas é o temperinho especial que dá mais personalidade aos carros. Algumas customizações só são desbloqueadas jogando online, terminando pistas extras ou competindo em torneios.

Vencer as corridas, em geral, é uma tarefa extremamente simples. Se você tiver o controle dos nitros e caprichar nas ultrapassagens na largada, dificilmente vai ser ameaçado por algum concorrente. Pegar todas as moedas e terminar em primeiro, sim, impõe uma camada adicional de dificuldade, mas nada que te faça arrancar os cabelos.

O desafio real surge quando você termina a corrida e cai na curiosidade de ver os melhores tempos de outros jogadores. Das duas, uma: ou você aceita e segue em frente, ou incorpora o espírito de piloto profissional e vai atrás da fama e da glória!

Nas minhas primeiras partidas, eu usei um Next, que é o carro com maior controle, mas menor velocidade. Ótimo pras curvas e trajetos mais apertados. Mas pra ser o melhor do mundo, talvez seja melhor escolher carros com maior velocidade máxima, como o Ace e o Dream. E sim, é possível desbloquear novos carros conforme você joga!

Durante as corridas, cada país apresenta um pseudo-rival. Isto é: aquele cara que vai tentar te atazanar durante as corridas, ficando quase sempre em segundo lugar. Normalmente ele tem o carro mais customizado e de fácil identificação. No Brasil, por exemplo, esse ser abençoado atende pelo nome de Rogerinho. E eu pensava: “Ué, o Rogerinho poderia ir comigo para outros países, em vez de ter que enfrentar vários pilotos genéricos”.

Foi aí que eu descobri o modo Torneios. Lá eu enfrentei Rogerinho outras vezes!

Nesse modo, você compete nas ligas Amador, Profissional e Master. São campeonatos curtos, sem necessariamente ter pistas de um único país. Vencendo os torneios, você libera pinturas adicionais para os seus carros.

Se mesmo assim você não se der por satisfeito, o jogo ainda conta com um modo online e desafios, onde você pode montar uma equipe de até quatro jogadores ou apenas correr contra adversários aleatórios. Aí o jogo se pinta em novas cores e você percebe que pra ser bom em Horizon Chase, é preciso comer muita poeira.

Sonzeira de arrasar!

A parte visual de Horizon Chase é um arraso e as pistas também. As pistas no começo são largas e facilitam as ultrapassagens, mas logo se tornam mais estreitas, sinuosas e desafiadoras. Nesse sentido, fica até meio difícil apreciar as paisagens, a menos que você abra mão da vitória. E eu fiz isso algumas vezes!

As pistas do Japão (último país da Volta ao Mundo) são as mais viajadas, inclusive com uma pista cheia de lava, dentro de um vulcão, no melhor estilo Mario Kart. Mas tem outras pistas sensacionais, como a de Foz do Iguaçu (inclusive, passando por dentro da Barragem de Foz do Iguaçu) ou a pista gelada de Castel del Monte, na Itália.

Essa riqueza de detalhes fica ainda mais rica e impressionante quando juntamos à trilha sonora, assinada novamente por Barry Leitch (compositor que assinou trilhas de dezenas de jogos, inclusive da série Top Gear).

Separamos algumas faixas, vindas diretamente do canal do compositor no YouTube:

Resumindo tudo o que vi, ouvi e joguei: Horizon Chase 2 é uma delícia, principalmente se você é fã de jogos de corrida arcade. Se Horizon Chase 2 seguir a trajetória do seu antecessor, teremos ainda uma avalanche de conteúdos adicionais pela frente.


Esse review foi feito a partir da versão de PC (Epic Games Store). A key nos foi gentilmente fornecida pela assessoria de imprensa do jogo.

Eidy Tasaka

Eidy Tasaka

Redator e diagramador freelancer, apaixonado por jogos e revistas antigas, incentivado por um pai que sempre nutriu os mesmos vícios. Fã de RPGs japoneses e jogos de plataforma, divide seu tempo entre o Jogo Véio e as poucas horas de sono que possui.

Veja também

Espaço da Velharada